loader

Blog

Quais são os principais fatores utilizados para mensurar a eficiência energética de um vidro?

Construções sustentáveis devem ser pensadas desde o seu projeto. Isso parte de escolhas de design até a adoção de materiais que possam propiciar resultados mais eficientes. Por essa razão, os vidros são uma tendência moderna nos projetos de arquitetura e estão em alta no mercado.

Projetos que privilegiem a utilização deste material podem proporcionar economia de energia, ao aproveitar melhor a luz natural e selecionar a parcela de calor entrante. Além disso, dependendo do vidro escolhido, o conjunto pode oferecer condições térmicas mais agradáveis para os habitantes, o que implica em menor necessidade de uso do ar-condicionado.

Como escolher vidros adequados?

Existem diferentes tipos de coeficientes energéticos e técnicos que oferecem subsídio aos arquitetos, engenheiros e construtores em relação ao que esperar de resultado dos vidros depois de instalados. 

Alguns desses coeficientes são conhecidos como “Valor U”, “Fator Solar (FS)” e “Transmissão luminosa (TL)”. Vamos conhecer mais detalhes sobre cada um deles.

Valor U

É um índice que avalia o ganho ou a perda de calor por meio do vidro em razão da diferença entre a temperatura externa e interna do ambiente. Quanto menor for o “Valor U” de um vidro, menor será a perda de calor através da janela. 

Construções erguidas em localidades com climas frios devem estar especialmente atentas a esse fator. Vidros que minimizem as perdas de ar quente do ambiente interno podem proporcionar um ambiente mais quente e acolhedor em dias frios. 

Fator solar (FS)

O valor normalmente é expresso em percentual, indicando quanto de calor ele deixa passar. Quanto mais baixo for o valor, maior é a capacidade do vidro em reduzir a entrada de calor no ambiente.

Esse item é especialmente importante em localidades de clima mais quente. A ideia é que os vidros não sejam responsáveis por tornar os ambientes abafados. 

Transmissão Luminosa (TL)

Indica o total de luz transmitida para o ambiente interno. Assim, os critérios de escolha devem ser levados em consideração na hora do projeto, de acordo com a região da construção.

Tanto o tamanho das janelas quanto a forma como elas estão orientadas para o sol influenciam no resultado. Por isso, tudo vai depender do interesse em se obter maior ou menor luminosidade.

O que observar na hora de escolher um vidro?

Nem sempre os vidros virão com uma etiqueta energética indicando as suas características, mas o fabricante ou processador deve fornecer esse tipo de informação para o cliente. 

É preciso prestar atenção especial aos fatores FS e  Valor U, geralmente indicados nas especificações técnicas. Considere ainda que os materiais com os quais são fabricados os caixilhos e as esquadrias também têm influência direta no resultado.

.....

Você ainda tem dúvidas sobre qual é a melhor opção na hora de escolher um vidro para as janelas do seu projeto? A equipe de especialistas da Blue Glass está à sua disposição para orientá-lo sobre quais são as melhores alternativas para cada caso. Consulte-nos e garanta segurança e conformidade com as normas técnicas na sua edificação.